Diagnóstico neuropsicológico diferencial entre o Transtorno Depressivo Maior e o Comprometimento Cognitivo Leve: estudo de caso

Mariana Goulart, Marina Tarrasconi, Maila Rossato Holz, Renata Kochhann

Resumen


Os sintomas característicos do Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) podem sobrepor-se àqueles de transtornos neuropsiquiátricos como Transtorno Depressivo Maior (TDM), em consequência das semelhanças nas perdas cognitivas e alterações funcionais. A diferenciação entre eles possibilita o direcionamento do tratamento e prognóstico. O objetivo foi realizar o diagnóstico diferencial entre CCL e TDM através de um caso clínico no qual foi realizada avaliação neuropsicológica clínica e sociocultural controlando a influência dessas variáveis no caso. A paciente R.G. de 64 anos foi avaliada através de uma bateria neuropsicológica completa (memória prospectiva, memória semântica, memória episódica verbal imediata, recente e tardia, aprendizagem auditivo-verbal, atenção dividida, concentrada e alternada, funções executivas, praxias construtivas e linguagem oral), entrevista neuropsiquiátrica (depressão, ansiedade, apatia) e avaliação funcional. Realizou-se uma análise de covariância para caso único de Crawford para os sintomas de depressão. Os prejuízos encontrados foram em funções executivas, especificamente nos componentes de controle inibitório e flexibilidade cognitiva verbal e visuoespacial. Ainda, apresentou prejuízos em memória episódica tardia e aprendizagem de novas informações auditivo-verbal e alerta para prejuízos em memória episódica recente e reconhecimento de informações. A análise de Crawford indicou prejuízos nas funções executivas (velocidade de processamento, flexibilidade cognitiva e controle inibitório), aprendizagem auditivo-verbal e interferência retroativa que foram melhores explicados pelos sintomas de CCL do que pelos sintomas do TDM. Assim, as alterações em funções executivas e memória episódica podem estar associadas ao quadro de CCL. Contudo, a partir da avaliação de sintomas neuropsiquiátricos, a paciente apresentou sintomas compatíveis ao diagnóstico de TDM leve e recorrente. Hipotetiza-se que o TDM ao longo do tempo pode levar a prejuízos cognitivos que não revertem para a normalidade cognitiva mesmo em períodos de eutimia, dado que indica um quadro de CCL com sintomas neuropsiquiátricos recorrentes.
Palavras-chave: Avaliação neuropsicológica, Transtorno Depressivo Maior, Comprometimento Cognitivo Leve, funções executivas, memória episódica.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com