A importância dos critérios psicolinguísticos na construção de instrumentos de avaliação de leitura

Marcia de Lima Athayde, Bruna Evaristo Sheffer, Claudia H. Giacomoni, Lilian M. Stein, Rochele Paz Fonseca

Resumen


Os critérios psicolinguísticos influenciam consideravelmente o reconhecimento de palavras e a escolha da rota de leitura. O controle das variáveis psicolinguísticas na construção de estímulos de tarefas de avaliação de habilidades de leitura pode aumentar a confiabilidade dos achados de testes de desempenho escolar. Este artigo objetiva especificar e descrever o emprego dos critérios psicolinguísticos no processo de desenvolvimento e análise dos itens do subteste Leitura do Teste de Desempenho Escolar 2ª Edição - TDE II. Foi realizada uma revisão de literatura acerca dos critérios psicolinguísticos com mais impacto na leitura de palavras. Os critérios selecionados passaram por análise de dois juízes e realizou-se o balanceamento da empregabilidade e de número de itens de cada critério psicolinguístico delimitado para o subteste Leitura do TDE II: critérios de extensão lexical, grau de concretude e abstração, grau de familiaridade das palavras, estrutura silábica e classificação gramatical. A partir da revisão dos itens do subteste Leitura do TDE I e da seleção de novos itens, um pool com 186 itens foi delimitado. Posteriormente, chegou-se a um pool com 100 itens, submetido à análise de juízes, ao longo da qual sete itens foram excluídos. Por fim, o pool com 93 itens foi testado empiricamente, resultando na seleção da versão final do subteste Leitura do TDE II: 69 itens, sendo 21 substantivos concretos, 15 substantivos abstratos, 18 verbos e 15 adjetivos. Os itens foram divididos em duas versões: para 1º a 4º ano do Ensino Fundamental (36 itens) e para o 5º a 9º ano do Ensino Fundamental (33 itens). Este estudo metodológico ilustra a necessidade de associação de critérios psicométricos empíricos com critérios psicolinguísticos na seleção de estímulos verbais, principalmente quando a linguagem é usada para avaliar a própria linguagem, podendo potencializar a discriminabilidade de itens para o exame mais acurado de habilidades básicas de leitura.
Palavras-chaves: Psicolinguística, neuropsicologia, leitura, medição educacional, testes neuropsicológicos.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com