Predomínio de Comprometimento Cognitivo Leve Disexecutivo em idosos atendidos no ambulatório da geriatria de um hospital público terciário na cidade do Rio de Janeiro

Helenice Charchat Fichman

Resumen


Além da doença de Alzheimer, o comprometimento cognitivo leve (CCL) é uma entidade nosológica que tem grande prevalência na população idosa. Este conceito mostra uma fase de possível transição entre o declínio cognitivo esperado para o processo de envelhecimento e um processo demencial. A avaliação de diferentes habilidades cognitivas contribui para a identificação dos perfis neuropsicológicos e funcionais da transição entre o envelhecimento benigno e as síndromes demenciais. O objetivo do presente trabalho foi mapear o perfil neuropsicológico e identificar comprometimento cognitivo leve de uma amostra serial de idosos atendidos no ambulatório da geriatria de um hospital público terciário na cidade do Rio de Janeiro, através da aplicação de uma bateria neuropsicológica breve. Para isso foram utilizados os seguintes instrumentos baseados no estudo de Nitrini et al. (1994): 1) Mini Exame do Estado Mental, 2) Teste de memória de figuras, 3) teste de fluência verbal semântica - categoria animais, 4) desenho do Relógio, 5) Escala de atividades da vida diária Lawton. Foram descritas as frequências e proporções de comprometimento de cada função cognitiva avaliada. Os grupos de comprometimento cognitivo leve foram comparados utilizando teste t de Student. Os resultados da análise descritiva das frequências e porcentagens dos comprometimentos cognitivos mostraram um predomínio de disfunção executiva. A maior parte dos sujeitos (61,36%) foi classificada em CCL não-amnéstico disexecutivo. Não houve diferença significativa entre a presença de CCL amnéstico, múltiplo domínio e executivo em relação aos idosos do grupo com declínio funcional e o sem declínio funcional. Os resultados apontam, na amostra estudada, para uma prevalência de disfunção executiva, com um subgrupo apresentando déficit de memória. De todos os participantes com declínio cognitivo (funções executivas, memória), uma parte já apresenta declínio funcional. Os dados encontrados trazem contribuições teóricas e clínicas interessantes, no que diz respeito ao entendimento do envelhecimento patológico e o declínio funcional.
Palavras Chaves: envelhecimento, Comprometimento Cognitivo Leve, funções executivas, memória

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com