Jogos eletrônicos na perspectiva da avaliação interativa: ferramenta de aprendizagem com alunos com deficiência intelectual

Aimi Tanikawa de Oliveira, Barbara S. Saddy, Daniel C. Mograbi, Cristina Lúcia Maia Coelho

Resumen


No campo educacional, interfaces lúdicas e tecnológicas podem ser ferramentas de ensino poderosas. O presente estudo investigou a eficácia de uma intervenção psicopedagógica usando o software de Alfabetização Fônica, em uma perspectiva de avaliação interativa, na proficiência de leitura de estudantes com deficiência intelectual (n = 14) na Fundação Educacional Municipal de Niterói. Conduziu-se uma avaliação pré e pós-teste com o PROLEC - Testes de habilidades de leitura. A intervenção mostrou evidências de melhoria nas atividades fonológicas, habilidade de leitura, decodificação e conversão de grafemas, bem como em variáveis relacionadas a leitura de palavras, processos sintáticos e semânticos. Estes resultados dão evidências sobre a plasticidade do cérebro e o potencial de intervenções psicopedagógicas, o que pode ser visto como um ponto de partida essencial para a alfabetização de pessoas com deficiência intelectual. Intervenções que combinam jogos eletrônicos com uma perspectiva de avaliação interactiva podem quebrar um ciclo vicioso de frustração, baixa eficiência e fracasso escolar em alunos com deficiência intelectual.
Palavras-chave: aprendizagem, deficiência intelectual, avaliação interativa, linguagem, jogos eletrônicos.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com