Desempenho Cognitivo de Usuários de Crack: relação com características sociodemográficas e de uso de substâncias

Ilana Andretta, Vanessa Trintin-Rodrigues, Jéssica Limberger, Andressa Wagner Moretti

Resumen


Prejuízos cognitivos estão relacionadas ao Transtorno por Uso de Crack. Entretanto, a literatura é escassa sobre as características que podem estar relacionadas com tais prejuízos. Este estudo objetiva identificar se existe relação entre variáveis sociodemográficas e de uso de drogas com o desempenho cognitivo, além de identificar se existem diferenças entre homens e mulheres que possuíam transtorno por uso de crack e que poderiam usar outras drogas. Realizou-se um estudo transversal, quantitativo e correlacional com 140 homens e mulheres usuários de crack. Os instrumentos utilizados foram: Questionário sobre uso de drogas e dados sociodemográficos, MINI e Screening Cognitivo do Wais-III. Identificou-se que quanto mais cedo houve a experimentação do crack, menores foram os escores na atenção e memória. Os participantes que possuíam além de Transtorno por Uso do Crack, Transtorno por Uso de Tabaco também tiveram menores pontuações na atenção e memória, bem como aqueles que possuíam transtorno por uso de duas ou mais substâncias. Os homens tiveram maiores pontuações na compreensão verbal, quando comparados às mulheres e os participantes com maior escolaridade tiveram maior pontuação na organização perceptual. Percebe-se que além do uso do crack, outras características também contribuem para dificuldades cognitivas evidenciadas neste estudo como ter contato precoce com a droga, fazer uso de outras drogas, as diferenças de sexo e menores níveis de escolaridade. Estas características necessitam ser consideradas no planejamento terapêutico para uma melhor possibilidade de desfecho para o tratamento deste transtorno.
Palavras-chave: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias, crack, cognição.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com