Adaptação do Modelo Pre-K RTI ao contexto brasileiro da educação infantil: desafios e perspectivas

Monica Carolina Miranda, Carolina Toledo Piza, Ana Manhani Cáceres Assenço, Pompéia Villachan-Lyra, Izabel A. H. Pires, Emmanuelle C. Chaves, Andre L Sousa, Orlando F. Amodeo Bueno

Resumen


O objetivo deste estudo é descrever o processo de adaptação e de implementação do modelo Pré-K RTI (do inglês Response to Intervention) ao contexto brasileiro. Foram realizados dois estudos: o estudo 1 conduzido com uma amostra de 3 municípios no qual se aplicou o Programa de Treinamento de Desenvolvimento Cognitivo para educadores avaliado por meio de questionário de satisfação. O estudo 2implantou as práticas pedagógicas do modelo Pré-K RTI concebidas para estimular os processos de desenvolvimento cognitivo e social-emocional das crianças numa amostra de 17 professores de centros de educação infantil na cidade de São Paulo. No final deste processo, folhetos de atividades para desenvolvimento infantil foram compilados. A adaptação do modelo Pré-K RTI envolve um processo longo e detalhado e este estudo apontou a necessidade de adaptar extensivamente o modelo à realidade da educação infantil no Brasil. O processo de adaptação do Pré-K RTI em um país em desenvolvimento pode ser útil para outros com características socioeconômicas semelhantes.
Palavras-chave: resposta à intervenção, primeira infância, formação continuada, neuropsicologia do desenvolvimento.

Texto completo:

PDF


https://www.ebsco.com     http://www.redalyc.org     http://pepsic.bvsalud.org     https://doaj.org     http://www.latindex.org     http://www.psicodoc.org     https://scholar.google.com